SER AFETADO NÃO SIGNIFICA SERVIDÃO

Independente da nossa vontade, se estabelecemos relações com o mundo externo, naturalmente somos afetados por ele, incluindo causalidades e contingências. O mundo externo, os acontecimentos, são agentes mobilizadores de linguagem, de memória, de experiências, de modos de ser e estar neste mundo. Contudo, ser afetado ou mobilizado em nossa sensibilidade e nosso aparelho sensório e psíquico pelos estímulos, linguagens, fatos e objetos da exterioridade não significa servidão ou sujeição a eles. Ser afetado, ser mobilizado, entrar em relação nas diversas gradações, do mais próximo ao mais distante, não significa ter que se sujeitar a estímulos nem a seus regramentos. Aqui entra a capacidade de autodeterminação e reconhecimento de si. Portanto, atenção!

Abraços   ****

Vivi

 

 

Deixe um comentário