PRESENÇA QUE CURA

A desatenção, a ausência de um pensar contextualizado, a distração constante que gera ansiedade e agitação, são apenas sintomas de uma subjetividade separa da sua potência vital. Uma presença plena, um pensar abrangente, ponderado, prudente, que consegue ver e compreender para além dos imediatismos, uma mente calma e centrada, um corpo integrado ao seu pensar, sentir e agir, pode sustentar uma presença que se torna criativa e curativa. Quanto mais nos mantemos presentes em cada momento presente do nosso viver, com a mente tranquila e ao mesmo tempo conectada ao seu meio, maiores serão as possibilidades de nos mantermos saudáveis.

Abraços   ****

Vivi