MEDIOCRIDADE

Cuidado com este mal que assola nossos corpos e nossas mentes, alimentando ilusões nas mais diversas formas. Invejas covardes, ciúmes arrogantes, prepotências medíocres, insatisfações que nunca se esgotam e tantas outras mais expressões da ignorância, que se banham nas águas do ressentimento. Cuidado com a mediocridade! Ela muitas vezes está disfarçada em palavras com duplo sentido, em olhares vagos, em gestos displicentes, em discursos “encantatórios” que iludem esperanças e prometem segurança salvadora dos medos futuros. Cuidado com a mediocridade! Fique atento para não se deixar ser aprisionado por estes “cantos” enfeitiçantes, que nos fazem desejar sermos capturados por instâncias que subvertem nossa liberdade e nos guiam para uma “servidão escravista”.

Abraços   ****

Vivi