HABITAR UM MUNDO INTERIOR

Pensando na empatia, no sentimento vivido na experiência que valoriza o espaço relacional entre duas pessoas independente se temos ou não identificações em nosso viver, é um sentimento que depende de um cultivo interior de solicitude. Para habitar o mundo do outro com respeito e compreensão, é necessário primeiro que “eu” seja capaz de habitar o meu mundo interior com respeito e compreensão. Pense nisto!

Abraços   ****

Vivi

Deixe um comentário