ENVOLVIMENTO OU DESENVOLVIMENTO

Em algum momento da sua história o humano acreditou no desenvolvimento como progresso civilizatório. Acreditou no des-envolver! Entendeu que ao se des-envolver, ou seja, deixar de se envolver no movimento natural da vida, alcançaria a sua liberdade. Contudo o que se evidencia é que a “tal liberdade” se tornou um falso refrão, um engano que tem conduzido a humanidade para um “buraco” de aprisionamento de si mesmo. Envolver-se nos processos naturais da natureza viva sempre em movimento é a lei do vivo, a partir da qual a vida se organiza em sua dinâmica e sustentação da sua potência de se manter viva, pulsante, criativa nos fluxos do viver. O que sustenta a saúde de uma comunidade, é a sua capacidade de se manter envolvida nos movimentos que mantém os ritmos, as cadências, as gradações, as camadas que constituem o “estar junto” em cooperação solidária. Envolver-se cooperativamente, é assumir a sua responsabilidade na manutenção da grande teia da vida. Pense nisto: eu me envolvo e contribuo para a manutenção da vida ou me des-envolvo e me des-comprometo?

Abraços   ****

Vivi