DANÇAR AS DANÇAS

Embora possamos não reconhecer as danças que se efetuam em nossos corpos a todo instante, mas é através dos movimentos e dos afetos que nos movem, dos tempos e dos ritmos vividos, dos gestos e das expressões sonoras vocalizadas, que somos dançados pelos múltiplos acontecimentos que atravessam o nosso viver. Quando a dança é dançada na liberdade expressiva da consciência, ela cria e se recria no instante dançado, ela se potencializa pela alegria que se ativa e afirma a vida vivida. Dançar, cantar, se encantar, se alegrar de si mesmo, é ser participante ativo do movimento no tempo. Se entregar confiante  aos corpos que nos habitam, é expressar a vida na plenitude de Si mesmo, integrando as dores e as alegrias, no mais íntimo e potente do nosso ser pessoal.

Abraços   ****

Vivi

POR UMA EDUCAÇÃO AFIRMATIVA DA VIDA

Uma sociedade pautada no controle através do medo, guiada por leis moralistas e moralizantes que estimulam idealizações em promessas falsas e salvacionistas que jamais se realizarão, ideias que geram culpa para sustentar e manter a dependência do humano em instâncias que o submetem à ignorância, é uma sociedade que nega a vida. Negar a vida, é destruir a si mesmo. Ocorre que, aprisionados na ignorância e ludibriados pelas tolices enganadoras, as pessoas não se percebem e não percebem que estão sendo escravizadas por um sistema que coloniza a sua existência. Educar para afirmar a vida, trazer as potências que afirmam a vida, que impulsionam uma vida ativa, livre e descolonizada, é se pôr em fluxo, é resgatar a auto confiança nos pulsos vitais e vitalizantes. A pergunta que se apresenta neste cenário é:  COMO Educar para uma Vida Afirmativa da Vida?

Abraços   ****

Vivi

SEM DEFICIÊNCIA

Embora que a cultura ou a máquina social insista em afirmar que sempre está faltando alguma coisa para a vida mas, para a força vital nada falta! Não há deficiência ou ineficiência. A vida é potência em ato. Viver na potência da vida é se entregar à vitalidade, é se conectar à vontade de viver uma vida em plenitude. Para a potência vital nada falta. Os “discursos” que insistem na falta, são geradores de impotência, de rebaixamento da vida, de captura da vida, discursos que insistem em capturar e rebaixar a potência da vida que existe em nossos corpos vivos para subjugar o ser humano, criando dependência através do medo para exercer o controle sobre as nossas vidas. Estamos no sociedade que valoriza o consumo, o dinheiro, a competição predatória. À vida nada falta! Na vida não há deficiência mas sim, potência!

Abraços   ****

Vivi

IMPULSO CRIADOR

Cada ser humano, cada pessoa humana, é atravessada por um impulso criador. Uma força existencial que é própria de tudo o que vive. O humano está em constante produção de si mesmo, conservando e valorizando singularidades, multiplicidades e potências que o constituem, no fazer e no acontecer. A existência deste impulso criador, sempre disponível a cada pessoa viva, é a chave para a transmutação. São os padrões moralistas da padronização e idealização que tendem a bloquear o potencial criador da vida. Estar conectado à força interior que nos impulsiona criativamente, nos permite renovar, transformar, criar e se recriar a cada instante.

Abraços   ****

Vivi

DESCONFIANÇA

Estamos imersos numa forma social que insiste de forma permanente em gerar desconfiança. Desconfiados de tudo e de todos, queremos uma sociedade mais confiável e, portanto, mais segura. Se as nossas subjetividades são capturadas desde tempos mais distantes, que nos faz acreditar na desconfiança e ainda, desconfiar de tudo, de todos e até de nós mesmos, como se sentir confiante e autoconfiante?

Abraços   ****

Vivi

O ACONTECIDO

Quando ficamos aprisionados pelo acontecido das paixões tristes, podemos facilmente cair nos emaranhados do ressentimento. Quando nos deixamos ser capturados pelo ressentimento e nutrimos o ressentir dos maus encontros, ficamos num processo de contínua indigestão e o acontecido, que já passou, mantém as suas marcas que nos aprisionam. Pense nisto e liberte-se dos acontecidos dos maus encontros.

Abraços   ****

Vivi

POTÊNCIA OU OBEDIÊNCIA

A educação transformativa acredita na potência da vida. Acredita que à potência vital nada falta. Uma educação para a obediência nutre a falta, a culpa, a vitimização piedosa, os julgamentos que comparam e excluem a vitalidade, que mata a vida nos corpos.

Abraços ****

Vivi

EXPERIMENTE

Experimente! Renove! Recrie-se! Experimente o novo! Experimente-se! Diferencie-se! Desobstrua os caminhos e deixe a sua potência passar, deixe a vida se intensificar com toda a sua intensidade em seus corpos que constituem o seu Ser. Os medos aprisionados nos modelos moralizantes, aprisionam e capturam a nossa potência vital. Pense nisto!!!

Abraços   ****

Vivi

PULSOS …

Vida é pulso em tantos pulsos ! Viver em sincronia com os pulsos da vida, é estar disponível para dançar a vitalidade potente da vida! Quando estamos em sintonia conectiva com o pulsar da vida, toda a potência encontra as passagens por onde os fluxos podem se manifestar. É a vida conectada ao que ela pode, é a vida ativa e afirmativa. A desconexão com uma vida afirmativa, rebaixa a nossa vitalidade e perdemos o extraordinário da própria vida.

Abraços   ****

Vivi

ALEGRIA ATIVA

Apesar de todos os desafios que possamos encontrar ao longo da jornada, quando estamos conectados ao que a vida pode, uma alegria ativa se manifesta em nosso Ser. A alegria ativa, é o sentimento que brota do criativo, da experiência que jamais se nega a experimentar o mais extraordinário que a vida nos oferece. É uma experiência viva que nasce do mais profundo do nosso ser, livre, sem mediação alguma. Podemos chamar de Ética!

Abraços   ****

Vivi