FRUSTRAÇÕES EMPILHADAS

A máquina social insiste na inoculação do medo em nossos corpos e em nossos afetos. A todo momento recebemos, sem perceber, sobredoses de frustrações e decepções que nos acovarda. Frustrados perdemos a coragem, a autonomia e nos rendemos ao conformismo. O empilhamento de frustrações tende a esgotar a nossa potência, aniquilar a nossa alegria e sequestrar a nossa criatividade, nos tornando verdadeiros zumbis perambulando pelas ruas. Neste cenário, somos facilmente capturados pelo ideal. Passamos a idealizar! A frustração, o medo, a covardia, a impotência, são as fontes geradoras da idealização. Lembre, o ideal não é o real! Quando caímos na idealização, mantemos o círculo vicioso de aniquilamento da nossa potência. Quanto mais impotentes, mais frustrados e assim segue o baile ….

Abraços   ****

Vivi  

INVESTIR NO SILÊNCIO

Nossa mente é uma verdadeira usina de fabricação de pensamentos. Pensamos o tempo todo! Um pensamento que se encadeia em outro pensamento e em outro e em outro, sucessivamente sem um instante de silêncio. Nossa tagarelice mental, nossa verborragia mental, parece ser incessante. Esta maneira da nossa mente proceder, é fonte de cansaço, de fadiga, de perturbação, de agitação, que atinge e compromete a saúde do nosso corpo e de nossas emoções. Investir no silêncio pode ser uma sugestão interessante para quem quer qualificar a sua presença no mundo. Oferecer a Si mesmo momentos silenciosos, sair da agitação dos estímulos das redes sociais, evitar fazeres inecessários, ser mais comedido no cotidiano, estar mais atento com o corpo e com os afetos, cuidar para que os ambientes sejam mais calmos e silenciosos … são pequenas intervenções que podem trazer mais qualidade e mais saúde à vida psíquica, relacional e corporal. Investir no silêncio interior, tem se revelado um valor que não tem preço!

Abraços   ****

Vivi

ESTAR NO ACONTECIMENTO

Estar presente ativamente nos acontecimentos, se efetuar no ato de acontecer, criar e se diferenciar de Si mesmo, é se potencializar na própria potência. O tempo presente é o tempo que passa. Na desatenção, perdemos as passagens e também o acontecimento. É no aqui/agora que a potência se atualiza e se diferencia, gerando mais potência de Si. Estar no acontecimento, se atualizando, é cuidar do tempo, do movimento, dos corpos existenciais de si mesmo. Estar presente no acontecer dos encontros, é estar no Devir ativo, é se preencher de Si na força da diferenciação.

Abraços   ****

Vivi 

NOBREZA EXISTENCIAL

Alegrar-se ativamente com a vida, afirmar a vida, estar conectado intensamente ao potencial existente em nosso ser, é uma atitude de profunda nobreza existencial. Quando nos separamos da nossa potência, perdemos o elã vital. A vida é o que ela é! A todo momento a vida está se efetuando e com ela o nosso ser de potência, por que então nos separamos da beleza da vida? Sempre que somos capturados pelos jogos de poder promovidos por uma máquina social capitalista, caímos na idealização, na comparação, na culpa, na inveja, no ciúme e nos separamos da nossa potência. Separados e fragmentados, perdemos a nossa nobreza existencial. Afirmar a vida, alegrar-se com a vida, pode ser uma experiência virtuosa!

Abraços   ****

Vivi 

VOCÊ JÁ PENSOU EM PERGUNTAR QUANDO …

Viver é estar em acontecimento e nos acontecimentos, através dos encontros. Múltiplos acontecimentos, diversos desafios, bons e maus momentos, todo um conjunto de ações acontecem no cotidiano da nossa existência. Nesta sucessão de acontecidos, nem sempre lembramos de perguntar qual o sentido destes aconteceres. Quando somos acometidos por uma dor, nem sempre perguntamos: o que esta dor está me pedindo? o que esta dor estará me dizendo? Nem sempre teremos uma resposta, às vezes apenas algumas interpretações superficiais, mas a pergunta não deixa de ser interessante. Sempre é bom lembrar que o fato de se fazer uma pergunta não significa que teremos que ter uma resposta precisa, mas a própria pergunta quando emerge já é em si mesma um espaço que se abre para ampliar a nossa compreensão de nós mesmos.

Abraços   ****

Vivi

TUDO INTEGRADO

Embora possa parecer que estejamos isolados de um todo maior por convivermos num reduzido círculo relacional, fato é que nada neste mundo acontece isoladamente. Tudo está integrado a tudo, num imenso processo sistêmico, altamente dinâmico, em constantes mudanças que alteram o conjunto deste todo. Sejam os nossos corpos, nossos relacionamentos, nossas relações com a natureza, desde a água que consumimos aos nossos deslocamentos no espaço, na forma como produzimos lixo e o que fazemos com o este lixo, até o que pensamos e como nos comunicamos. O uso das palavras em nosso vocabulário diário, as narrativas, as formas de expressão, todo o nosso comportamento tem reverberações internas e externas, atuando neste todo integrado e sistêmico que é o mundo em que vivemos e convivemos. Neste sentido, é fundamental nos darmos conta da nossa responsabilidade na vida que vivemos. Somos responsáveis sim ! Viver é um ato ético para quem preserva a dignidade da vida para si e portanto, para todas as criaturas, para todos os seres vivos neste planeta.

Abraços   ****

Vivi

SEMPRE É BOM…

Sempre é bom rever nossos hábitos! Cuidar da saúde do corpo é tão importante quanto cuidar da saúde da mente, dos pensamentos e da maneira como conduzimos o nosso cotidiano. Como acontecem as práticas corporais, e com que qualidade fazemos nossas atividades física, é fruto de atenção e escolha. Cuidar dos nossos hábitos alimentares em nossa rotina diária, é tão fundamental quanto cuidar da qualidade dos nossos pensamentos e do tempo que dedicamos às redes sociais. No descuido, podemos ser capturados em nossas rotinas diárias, que se tornam hábitos, que a médio prazo podem se tornar insalubres ao nosso corpo e à nossa mente. Sempre é bom estar atento à qualidade dos pensamentos, das leituras, das companhias, dos encontros, das escolhas que fazemos em nosso cotidiano. Lembrar que os nossos hábitos revelam a maneira como nos conduzimos na vida, na relação com o nosso corpo, com as pessoas de nossa convivência, com o nosso tempo e com os espaços por onde circulamos. Rever os nossos hábitos continuamente, é cuidar da saúde pessoal e social, é uma ação ética e política.

Abraços   ****

Vivi

ALIMENTO E BELEZA

Toda pessoa humana para viver com dignidade, necessita de alimento e beleza. Sem alimento é impossível a sustentação da vida. O ser humano precisa de alimento e água para manter-se vivo, mas não só. O humano precisa da beleza. A estética no viver a vida, é também nutriente fundamental para todos os humanos e todos os seres humanos, sem nenhuma distinção, tem direito à beleza, direito a se nutrir do belo e se alegrar com a beleza. A beleza é fonte de vida. Ninguém vive sem o belo. Pense nisso!

Abraços   ****

Vivi

PAUSA CRIATIVA

Saber pausar, cuidar do ritmo e do tempo pessoal, compreender a velocidade e fazer ajustes interessantes, são procedimentos fundamentais para um viver criativo e saudável. Estar atento ao manejo do tempo, incluindo na rotina diária, momentos de pausa silenciosa. A pausa criativa diz respeito a um tempo de silêncio, que não significa ausência de pensamentos mas, presença no acontecimento, presença intensiva no presente vivido. São momentos-devires de um novo criativo que ao emergir  torna-se diferente, fertilizando ideias pela própria diferenciação. As pausas criativas implementadas nas rotinas diárias, são reveladoras das potências disponíveis em nossos corpos que na aceleração e exacerbação dos pensamentos e fazeres, ficam imperceptíveis. Experimente pausar e perceba seu renovar!

Abraços   ****

Vivi

CUIDAR DO TEMPO

Um sistema social maquínico, de controle, que captura a subjetividade do ser, assujeitando o desejo aos interesses desta máquina social, é um sistema que esmaga o nosso tempo. O esmagamento do nosso tempo, é a maior violência que a máquina social impõe sobre os nossos corpos, sobre os nossos pensamentos, afetos e desejos. Cuidar do nosso tempo, é não se deixar assujeitar por esta tremenda violação. Cuidar do tempo pessoal, é criar espaços de tempo, é dar-se tempo para estar conectado à potência, à vitalidade, à força da vida que já está e para a qual nada falta.

 Abraços   ****

Vivi