UMA ÚNICA IDEIA ÚNICA

“Nada é mais fatal do que as ideias únicas, mesmo as nobres,aquelas em que se acredita fanaticamente”. Com esta afirmação Isaiah Berlin, aponta com grande sabedoria, o perigo de nos deixar ser aprisionados pelos discursos das respostas prontas. A existência humana é um perpétuo devir. Estamos em constantes mudanças, somando experiências e com elas novas descobertas, que produzem novos conhecimentos diretamente vinculados aos encontros, aos acontecimentos à vida que vai se fazendo a cada dia da existência. A cultura livresca que serve aqueles que dominam e controlam a todo custo a criatividade humana, dentro de um escopo de discurso único com respostas prontas para tudo e para todos em qualquer situação, gera falsidade, contamina as relações com frustrações que miserabilizam o pessoa humana levando-a a desacreditar de si, do outro, da espécie, da vida e do potencial vivo do qual somos todos portadores. Estar atentos aos discursos de uma cultura que sustenta arbitrariamente o saber e o poder para manter o controle, tem sido uma exigência quase vital para a sobrevivência do ser humano. Idéias únicas, linguagem única, lugar único é típico de quem domina e explora. Cuidado para não andar com o “rebanho”, mediocremente sem saber de onde vir nem para onde ir. Sendo a existência um eterno devir , renovar, transformar, construir e desconstruir, reviravoltar, sempre estará no processo do existir. Quando se tem uma única e exclusiva verdade não estaremos no caminho da “verdade”, afinal a verdade se constrói no processo de ser verdadeiro a cada momento da existência no existir. Atenção!!!

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *