UMA MENTE NATURALMENTE OBSERVADORA

Nem sempre somos capazes de distinguir entre introspecção e reflexão atenta. A reflexão atenta rompe a desatenção. Uma pessoa desatenta não consegue perceber a sua desatenção e, portanto, é incapaz de perceber o que está acontecendo. A introspecção diz respeito ao ato de pensar os próprios pensamentos. Quando é permitido que a mente apenas se observe, sustentando um foco atencional na observação, o observador praticante, poderá experimentar o contato com uma mente naturalmente observadora. É uma experimentação incorporada. Simplesmente estar atento para a mente, enquanto ela toma o seu próprio curso. As práticas de meditação da atenção permitem que a mente seja esvaziada, ficando clara e calma. Esvaziando a mente, a sua clareza permite perceber a sua atividade natural, de estar alerta e ser observadora. Importante salientar que nesta ação, ou atitude mental, observar não é analisar, julgar ou explicar. A reflexão atenciosa ou aberta como alguns pesquisadores afirmam, vive um processo circular, onde a própria observação muda o que está sendo observado, uma vez que não há separação entre aquele que observa e o observado. É uma experiência direta. O praticante disciplinado vai adquirindo um lugar de observação estável e constante, a partir do qual pode pensar,perceber e agir no cotidiano da sua vida.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *