UM ACORDO DE BONDADE

Quando entendemos que os conflitos são espaços de oportunidade para crescimento, autoconhecimento e maturidade, em que a percepção muda e a consciência se amplia, já estamos nos conectando com a sabedoria. Diante de um conflito, se formos capazes de mergulhar honestamente na subjetividade das pessoas envolvidas, trazendo para o espaço confiável na forma circular, o encontro das vozes, dos sentimentos e histórias, certamente o resgate da humanidade se fará presente e as soluções irão emergir. Neste ambiente não será a prescrição da legalidade que entrará em vigor, mas a força restaurativa do poder da vida. O potencial de cada pessoa terá a chance de convergir na direção de um acordo em consenso. Um acordo que pode ser honrado por todos os integrantes do círculo, porque foi elaborado a partir de compromissos e  relações sustentadas na bondade e no respeito mútuo. Os tribunais sejam eles institucionalizados ou não, são formas impositivas e controladoras, desvinculas da vontade interna de querer compreender as verdadeiras e causas e razões que levaram ao conflito. Diante de tamanhas atrocidades que temos presenciado tanto no âmbito nacional como internacional, precisamos redesenhar nossas escolas e instituições, afinal nós humanos as produzimos e, portanto, seremos nós que teremos que assumir a responsabilidade de redesenha-las.  Entender o conflito como uma oportunidade para redirecionar nossa forma de ser e estar neste mundo, pede um outro olhar, um olhar com outras lentes culturais. Penso que não precisamos esperar que os outros mudem, pois quando uma só pessoa muda, todos que estiverem à sua volta mudarão também.  Quando uma pessoa muda o seu jeito de ver e se relacionar, trazendo mais cordialidade, bondade amorosa, disponibilidade para compreender, em suas relações e acontecimentos, naturalmente estará fazendo um convite para que o outro, ou os outros se modifiquem também. Se você não experimentou ainda, experimente, nas pequenas coisas, no mais simples e terá a chance de sentir claramente a potência da vida se manifestar. Esta é uma experiência única, muito mais vivida do que racionalizada.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *