SUJEITOS E SUJEIÇÕES

Ser um sujeito de si mesmo, emancipado na sua auto governabilidade, é negar-se a estar submetido às inúmeras formas de sujeição impostas pelas estruturas políticas e culturais. O poder exercido nas relações assimétricas, são formas estruturais que mantém sujeitos “assujeitados”. Os processos emancipatórios são aqueles que estão alinhados com relações que preservam o potencial dos indivíduos, enquanto sujeitos de “si” mesmo, no seu compromisso com o outro e com o seu grupo relacional, como parte atuante e responsável no meio em que vive e convive.

Abraços  ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *