SOLIDARIEDADE E SOLIDARIEDADE

Solidariedade, ser solidário, solidarizar-se com o outro com alguém, com o entorno. São todas expressões sinalizadas pelas diversas tradições religiosas e uma busca permanente do ser humano. Embora que, tenhamos o potencial da solidariedade, ainda como humanos, precisamos nos educar para sermos verdadeiramente solidários, conosco mesmo, com o outro e com a natureza e o mundo. No cenário histórico fica evidente a solidariedade mecânica, onde o EU se contrapõe nas relações de poder controlador e ditatorial. Neste contemporâneo a solidariedade orgânica começa a ganhar corpo, onde o NÓS emerge em formas diversas. Estamos diante de uma exigência do próprio organismo social, de uma solidariedade comunitária, partilhada, compartilhada, inclusiva, renovável e transformativa. Uma solidariedade que não se evidencia pela rudeza do “contra”, mas por uma face flexibilizada da  cordialidade. Pensar em solidariedade é também diferente de ser solidário e aqui necessitamos de educação, de uma educação que amplie a percepção para uma passagem decisiva no plano social e evolutivo, do EU para o NÓS. Afinal, se não for bom para a colmeia não poderá ser bom apenas para um grupo de abelhas privilegiadas.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *