SERIA A VIDA UM NEGÓCIO ?

Em tempos onde tudo que tem valor perpassa pelo dinheiro e todos os jogos de poder tangenciam o capital, parece que a vida passa a ter valor como um negócio. Nesta embriagues existencial das tragédias diárias vistas e vividas em todos os cantos do planeta, parece que a vida tem se tornado um negócio rentista para uma minoria que visa apenas o lucro imediato. Embriagados pelo alcoolismo existencial, os humanos se entorpecem com o excesso de informações e desinformações, se acostumando com a barbárie encontrada em cada esquina. Quando a subjetividade já foi capturada e o discernimento corrompido pelo cansaço social, a vida agoniza nas dores dos negócios inescrupulosos. Toda atenção é pouca !!!!

Abraços   ****

Vivi

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *