SER AGENTE OU SER TÉCNICO

 Teoria e prática, são dois elementos que acompanham a vida de pessoas em busca de informação mas, também e igualmente,  em busca de aprimoramento no viver relacional. O conhecimento técnico  só faz sentido se estiver alinhado com a ação, afinal é na prática que tudo acontece. Embora que, a humanidade tenha feito grandes conquistas científicas e tecnológicas, ainda somos capturados por condutas causadoras de sofrimentos, que mais nos afastam do que nos aproximam dos nossos iguais. Então o que fazer? Imediatamente a responsabilidade recai sobre a educação e as vozes dizem : as pessoas precisam de educação para aprenderem a conviver.  A palavra educar na sua raiz latina educere, significa “fazer sair”. Se as pessoas não se empenharem em “fazer sair”, deixar aflorar a capacidade compassiva, amorosa e gentil nas suas relações de convivência, cada dia serão fonte de sofrimento no viver junto. Os atributos da amorosidade, inclusive a compaixão já existem no ser humano, apenas é preciso deixar sair, assim como, aprendemos a pensar, pesquisar, com metologia científica, por que não poderemos aprender, educar a nossa mente para “fazer sair, ou deixar sair o ser compassivo existente no ser humano. A técnica, a informação, o conhecimento, são elementos fundamentais neste contexto mas, se não houver uma agente, um ser de ação na prática diária, todo dia e o dia todo, não haverá possibilidade da compaixão aflorar da alma humana. Conhecer, aprender, se informar, é fundamental mas, praticar, viver na ação a experiência da compaixão, da amizade, da alegria empática, da equanimidade, requer atitude, nas pequenas coisas mas, atitude, auto-deliberada.

Abraços  ****

Vivi

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *