SENTIR OU SABER ….

O saber, o conhecer, o reconhecer, o conceituar, são aspectos da capacidade intelectiva do ser humano, que muito tem contribuído para os avanços do conhecimento. Contudo, o humano possui outras qualidades fundamentais que o fazem humano, como a sua capacidade de sentir e expressar a sua sensibilidade diante da sua própria vida. Aqui se encontra um aspecto fundamental do humano: a sua espiritualidade, a sua capacidade de olhar para dentro do seu interior e se reconhecer na sua humanidade conectada e co-existente com toda a humanidade. Trazendo como referência o escritor Leonardo Boff, “a espiritualidade é aquela dimensão humana que responde pelas grandes e derradeiras questões que sempre acompanham nossas indagações: De onde viemos? Para onde vamos? Qual o sentido do universo? O que podemos esperar para além desta vida”. Estas são indagações que só estando presente em si mesmo, perpassando pelas diversas fases e etapas do viver pessoal, que o humano vai encontrando na sua busca interna, absolutamente individual, mas, ao mesmo tempo inserido nas contingências do mundo, as respostas que podem ir sendo processadas ao longo das experiências vividas. Além do saber está o sentir, a capacidade de autorreconhecimento em si mesmo e no mundo. A capacidade de se encantar e não conseguir nomear, se espantar e não conseguir fugir do seu espanto, a capacidade de se ver diante dos mistérios e ser incapaz de narra-los, mas nem por isso incapaz de viver, experimentar, sentir. São as experiências reveladoras da “alma” humana.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *