ROMPER COM A INDIFERENÇA

A ruptura com a indiferença, perpassa com o compromisso pessoal por uma abertura interior de preocupação com o outro. A história da violência na luta pela vida e sobrevivência; pela história de sangue e lágrimas das guerras travadas entre pessoas, nações e territórios de poder; pela dura solidez de um fechamento-sobre-si-mesmo em confinamentos de crenças que impedem a aproximação e o contato. São cicatrizes na alma humana que clamam pela cura. Sair da indiferença e desapegar-se de atitudes que impossibilitam um olhar para o outro através de uma escolha consciente, tem sido mais que uma urgência. Romper com a indiferença, é ter a coragem de ouvir o clamor de sua própria alma para esta-com-o-outro, que reconhece a fundamental importância da presença do outro em sua vida, afinal, é através do outro e com o outro que podemos ser quem somos. Com o outro podemos aprender, crescer, maturar. O acontecimento ético, é a possibilidade de estar um-para-o-outro, um com o outro. Esta é a aventura de viver o ser de proximidade, o próximo, aquele que me faz ser quem sou.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *