RE-CONHECER …

Embora que tenhamos uma certa dificuldade em reconhecer nossos segredos e desafios pessoais, são eles uma excelente oportunidade para transformar e mudar hábitos e padrões, geradores de sofrimento para nós e para os outros ao nosso redor. O reconhecimento da impermanência como um fato da dinâmica existencial, pode ser ampliado para o reconhecimento de que até mesmo o ódio, a cobiça, a inveja também são transitórios e portanto, vazios de substancialidade. O primeiro passo no caminho da maturidade de um ser sensível, ou seja, no caminho espiritual, é o reconhecimento do sofrimento. O reconhecimento da fonte geradora daquilo que nos faz sofrer, abre as portas para a transformação. Isto significa que ao reconhecer um sentimento causador de sofrimento, trazendo-o para a consciência, sem deixar que o seu potencial destrutivo aniquile nossas motivações mais edificantes e a nossa própria vida, temos a belíssima oportunidade de transformação. Abrir-se para uma atitude de reconhecimento de si, é estar atento na preservação de uma visão correta da existência, afinal, se tudo é impermanente, as emoções destrutivas também são transitórias e portanto, passíveis de mudança. Aqui começa a liberdade humana, que tem o potencial de nos libertar dos desejos egoístas, para adentrarmos no cultivo de uma mente luminosa, que nutre a clareza e se distancia da ignorância.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *