QUANDO ESTAR CONSCIENTE FAZ TODA A DIFERENÇA …

Uma sociedade que valoriza o prazer a todo momento e a qualquer custo, os sentimentos da tristeza,  frustração,  incerteza,  insegurança,  fracasso … não possuem nenhum espaço de validade, sendo altamente desvalorizados como sinal de “perda total”, incompetência e incapacidade. Muitas pessoas quando sentem-se tristes ou frustradas, sentem-se derrotadas. No entanto, todos estes sentimentos fazem parte da coloratura do ser humano. Negar qualquer um destes sentimentos é reforça-los e ainda, impedir a consciência de agir e transformar. A consciência que permite o reconhecimento destes sentimentos, desprovida de qualquer  julgamento, possibilita o contato quando eles surgem, legitimando-os com dignidade e sabedoria. A consciência da tristeza, do medo, da raiva, da desorientação, permite o auto manejo, a auto governabilidade para transformar uma energia “negativa”  ou de sofrimento, em estados mais positivos e lúcidos com maior chance de orientação. Uma consciência presente em si mesma faz toda a diferença para um viver saudável e feliz. A felicidade genuína não está nem no outro nem nas coisas mas, na sabedoria de saber se auto manejar.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *