PODER OU RELIGIÃO

Voltando na história, surge uma pergunta: teria sido mesmo objetivo das Cruzadas Cristãs expandir o Cristianismo, ou seja, religião cristã, ou seria manter o poder sobre outros povos? Como entender pregar a paz executando a guerra? Existe guerra pacífica ou é apenas um jogo de “belas” palavras, para justificar guerras sanguinárias para manter o poder inescrupulosamente? Fato é que a história evidencia que poder e religião não se separam. Em nome das religiões muitas guerras são travadas para manter o poder que subjuga, controla, desumaniza em favor de alguns poucos e a história se repete e vem se repetindo. Até quando? Até quando, nós humanos seremos levados por este jogo absurdamente bestial para manter o poder de poucos sobre muitos. Quando nos convenceremos que a grande luta a ser travada é com a nossa força interna, com a nossa atenção, nossa capacidade de percepção para enxergar os jogos desumanizantes de dezumanizadores da brutalidade do poder moral? Presença com atenção e preservação da verdade sempre, talvez seja um alimento que ainda não conseguimos acessar.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *