“PENSAMENTO FAST FOOD”

Rápido, instantâneo, descartável, características do “pensamento fast food”. Análise superficial, descomprometida, ausente de qualquer responsabilidade, que desconsidera as consequências do pensar, do narrar e do agir. Daí a necessidade de desenvolvermos polêmicas, encontros que façam as pessoas acordarem do sono eterno. Um sono que muitas vezes se esconde em sonhos ou pesadelos por não saberem como lidar com o insuportável delinquente de uma sociedade esquizoide, partida, fracionada, coisificada. No “faast food” fica difícil pensar. É necessário abrir os horizontes para enxergar além, inspirar uma certa audácia de pensamentos de alto voo e sairmos dos discursos batidos, do peso intelectual de castas que se recusam a ampliar a percepção e compreender que os refrões dos velhos discursos moralistas não tem mais encaixe no contemporâneo.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *