PENSAMENTO DISJUNTIVO

É uma forma de pensar que prioriza a separação, a fragmentação e portanto, é insuficiente para compreender os desafios e problemas do contemporâneo. Como não consegue ter uma visão contextualizada e ampla do mundo, o pensamento disjuntivo não consegue questionar nem encontrar soluções viáveis, adequadas, agregadoras e criativas. Pensar pela via da separação é insistir na atitude controladora das formas de dominação, onde o poder é centralizado e centralizador. Todo pensamento fragmentado é fragmentador, tende à separar causando a cegueira cognitiva. Como diria Einstein, não há como solucionar um problema com o mesmo pensamento que o criou. Para enfrentarmos os desafios de nosso tempo é urgente uma educação transformadora do pensamento. É necessário e urgente a construção de uma forma pensar que considere o contexto, que amplie a visão de mundo, que considere as diversidades culturais no fazer e no expressar-se, que integre o que foi desmembrado,  separado e excluído. Para enfrentarmos os desafios globais há que pensar de forma integrativa, em redes comunicacionais, em diálogo com livre trânsito das informações, pensar em democracia responsável e ética, em cidadania, em conexão e integração. É preciso integrar para regenerar.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *