PATOLOGIAS POLÍTICAS

A palavra política e o fazer político, para muitas pessoas ainda é motivo de recusa. É muito comum encontrar pessoas que se recusam a pensar a política julgando que política é uma instância a ser negada, ou deixada de lado, por incontáveis argumentos. Contudo, mesmo que quisermos nos recusar a enfrentar a “política” ela faz parte do humano, da pessoa humana que habita este mundo, que vive na “polis”. Ocorre que, muitos são os discursos que insistem em afirmar o lado perverso e corrupto da política. Nestes cenários a política adoece e com ela são disseminadas as patologias. Pergunta: será que, se cada cidadão pudesse refletir sobre a sua responsabilidade no viver conjunto na polis, ou seja, na cidade, nós poderíamos salvar a política e exigir a responsabilidade dos políticos?

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *