PARTICIPAR DA DINÂMICA

Há alguns pensadores que afirmam que, uma das angústias das pessoas neste contemporâneo onde as mudanças se evidenciam intensamente, é o sentimento escondido de uma saudade “onipresente”. Saudade de tempos em que se podia acreditar que realmente haveria um paraíso futuro a espera de todos. Uma interpretação de um mundo, cuja glória só viria de muito longe, após muito trabalho. Representado por uma ideologia produtiva, cuja compensação, até para tentar reparar “pecados” que já vieram na matriz humana, tem dificultado a percepção de um vitalismo que se manifesta de diversas maneiras no cotidiano das relações sociais contemporâneas. Uma vitalidade que busca com todas as suas forças, maneiras de se estar-junto nesta sociedade, dentro das comunidades, nas diversas linguagens. Participar desta dinâmica, é poder reconhecer a vitalidade dos movimentos sociais que falam de um vitalismo, mas que para alguns, tem sido quase impossível admitir e reconhecer. Estamos vivendo uma mudança de consciência através de um espírito livre que se permite criar, inovar, arriscar, apostar e fazer da vida uma grandiosa obra de arte.Participar deste dinamismo e apreciar a socialidade que se manifesta por uma solidariedade orgânica, é compreender uma qualidade ética: a ética da estética. A arte viva nos corpos vivos, de espírito livre, buscando formas mais dignas de estar junto compartilhando sonhos, talentos, sensibilidades, paixões, encantos, linguagens…

Abraços   ****

Vivi

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *