PACIÊNCIA ATIVA

A paciência é uma das grandes virtudes do ser humano. Há quem diga que é a ciência da Paz. Como as outras virtudes, ela também pode se apresentar sob outras vestes, portanto estar atento é igualmente importante. Sabemos que a nossa mente adora construir cenários que nem sempre condizem com a realidade factual, além disso, é altamente sabotadora. Sem atenção a nossa mente nos engana, pois ela gosta do prazer. Evolutivamente o humano aprendeu a se aproximar do prazer e se afastar da dor. Portanto, nem sempre gostamos de reconhecer quando as  vozes internas de nossos pensamentos nos enganam. Muitas vezes, preferimos ficar na zona de conforto. Ter paciência não significa ficar na zona de conforto, construindo discursos conformistas que justifiquem a preguiça: é assim mesmo…, nada se muda…. tentando um convencimento para não agir. A verdadeira paciência é ativa. Ela contém o húmus da Atenção. Na distração não há espaço para a paciência porque perdemos a clara intenção. A paciência ativa é provida de clareza mental, de intencionalidade, de motivação que impulsiona para uma ação correta. A paciência da espera ativa contém a atenção para um fazer ético. Não é movida pela reatividade ou pela impulsividade. É uma consciência que qualifica sua presença para agir com firmeza e sábia amorosidade. A paciência ativa reconhece o tempo Kairós, que é o tempo da oportunidade. É uma paciência que sabe esperar pelo melhor momento. Sendo Kairós o tempo da oportunidade é também o tempo da atenção, pois sem ela é impossível se reconhecer o melhor momento de agir e o como agir. Acionar os meios, os mecanismos e dispositivos adequados para realizar a ação na dose certa e no momento certo, nem além nem aquém. A paciência ativa também se educa ao longo do viver, se houver uma vontade de refinamento pessoal. O potencial da virtude já está, mas é preciso um querer que seja suficientemente forte e persistente. Uma excelência se conquista com esforço e dedicação, mas é possível sempre. Como toda virtude, não há uma idade determinada para o seu cultivo. Todas as virtudes humanas estão disponíveis para serem cultivadas e aprimoradas em qualquer idade da pessoa humana. Sempre há tempo para um viver com dignidade.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *