O QUE ESTREITA E O QUE AMPLIA A CRIATIVIDADE

Há uma belíssima citação da admirada escritora Karen Armstrong, que diz o seguinte: “…enquanto a maldade, o ódio, a inveja e a ingratidão estreitam nossos horizontes e limitam nossa criatividade, as emoções benevolentes produzem um efeito muito diferente: gratidão, compaixão e altruísmo ampliam nossas perspectivas e derrubam as barreiras que erguemos entre nós e os outros, na vã tentativa de proteger nosso eu assustado, cobiçoso e inseguro.” Pela experiência sabemos perfeitamente os efeitos que uma emoção desagregadora como a raiva causam em nosso ser interior. Tomados pela fúria somos incapazes de pensar, considerar, de ver além, nos tornamos bestialmente impulsivos, não conseguimos perceber as destruidoras consequências que estas emoções geram para as outras pessoas e para nós mesmos, afinal somos o primeiro a sofrer. Por outro lado, se estivermos tomados pela gratidão, pelo encantamento, pelo discernimento, somos capazes de ver com mais clareza, ampliamos a percepção, consideramos o contexto de uma situação e nossa criatividade se enriquece, flui a nossa potencialidade. Neste caso, todo o nosso organismo se nutre da pulsação da vida com muito mais vigor. Respiramos melhor, pensamos melhor e o ambiente a nossa volta fica mais luminoso, pois somos capazes de encontrar caminhos salutares apesar das dificuldades. Não há como viver moralmente sob a égide das emoções negativas. Uma vida saudável depende de uma mente que cultiva sua alegria e a vontade de ser melhor, de viver altruisticamente. Lembrando que, o altruísmo começa no interior da pessoa para depois se expandir para o outro e todos os outros.Todos os sábios em todas as tradições espirituais já fizeram esta proposta, cabe a cada ser humano, pela sua experiência pessoal, escolher as direções de sua vida.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *