O  QUE  É  A  PAZ ?

Embora que muito se fale sobre a Paz, que se almeje a Paz, se perguntarmos às pessoas o que elas entendem sobre a paz, certamente teremos respostas confusas e até contraditórias. A Paz não é o oposto da guerra, nem é um estado  que se estabelece e não se modifica. A Paz é sempre uma construção permanente. Como um estado pessoal, está alicerçada em valores éticos, no compromisso auto deliberativo com a verdade, honestidade e recusa permanente com pensamentos, atitudes, sentimentos e ações que possam causar dor ou sofrimento para si, para o outro, para todos os outros e para tudo que vive. Pensar em Paz social, comunitária, nacional e internacional, é pensar em coerência. Se não houver um cultivo constante e um compromisso com a paz pessoal, não será possível pensar em paz social. O macro é reflexo do micro. A paz verdadeira está em construção a partir do pessoal, para se ampliar nas redes de relações que vão se constituindo. Equilíbrio e harmonia, equidade e compaixão, se fazem e se constroem permanentemente, afinal a vida é dinâmica. Os organismos vivos, das micro moléculas, às grandes dimensões, estão interconectados, em mutação constante e portanto, precisam estar em constante adequação e auto regulação para manter estados de coerência e equilíbrio, de balanceamento onde o todo é maior que a soma  das partes. Pensar em paz, é pensar em complexidade, em redes sistêmicas intercambiáveis, onde a vida e toda a sua sustentação precisa ser o foco direcionador e orientador. Paz é diálogo honesto e verdadeiro, é atenção e presença, é coragem para sustentar os valores que alicerçam a ética e favorecem a vida e um viver igualitário para tudo e para todos. Não existe a paz para alguns. A Paz ou é para todos ou não é Paz.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *