O MISTÉRIO DA EXISTÊNCIA

Do útero ao túmulo, do nascer ao morrer, a vida e o viver se inserem numa contínua possibilidade de aprendizagem. O ser humano aprende continuamente, tem a oportunidade de se conhecer, se reconhecer, transcender, renovar e ampliar sua percepção e sua consciência ou, a fazer a escolha de se manter no programa do plano biológico. Mesmo se negando ao autoconhecimento de si mesmo, o viver lhe oferece as oportunidades para aprender e aprender sempre. Quando a consciência humana se disponibilidade a enfrentar o dizível e o indizível, o inexplicável pela razão mas, nem por isto inexistente, esta consciência acessa a coragem de se aproximar do “quem sou”. O mistério da vida e do viver pode causar por vezes estremecimentos mas, ao enfrentá-lo é possível “mergulhar” no sentimento da existência, no sentimento cósmico. Quando esta consciência pessoal abre seu interior para o sentido vivo da amizade, da amorosidade, da calidez cordial para consigo, com o outro, com os outros e com mundo numa profunda reverência ao instante presente, o indizível oferece o belo, o espetáculo divino do mistério da existência.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *