O CÂNCER DA CORRUPÇÃO

A corrupção gera e ajuda a manter a pobreza. É algo totalmente imoral. Ela começa nos pensamentos e modos de vida, nos valores que uma pessoa escolhe para nortear sua vida. Uma sociedade onde a cultura vigente tem no dinheiro, no lucro, no poder “sobre”, no levar vantagem sempre sobre o outro para garantir rendimentos, onde a ganância tem no egoísmo seu sustentáculo, é uma sociedade doente de um “câncer” que só tende a se alastrar e contaminar. Um “câncer” que contamina os corpos, as mentes e o espírito de gerações inteiras, que tende a se perpetuar. Até quando? Até quando, nós cidadãos vamos suportar a falta de justiça, a ausência de transparência e com elas a falta de imputabilidade e responsabilização. Até quando vamos nos manter na complacência ilusória de discursos, que justificam a desigualdade social para manter benefícios aos poucos “privilegiados”. O câncer da corrupção só poderá ser curado se realmente tivermos a coragem de assumir no ser e no fazer, no pensar e no agir, atitudes transparentes, leais, onde a verdade está acima de tudo, como um valor sobre o qual não podemos abrir mão em hipótese alguma, afinal o que é, é.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *