O AFETO QUE ACALMA

Um pesquisador neurobiólogo da Universidade McGill, de Montreal,  verificou em suas pesquisas o profundo impacto provocado pelo ato de uma rata lamber e limpar seus filhotes, no sentido de ativar e desativar genes. Um ritual que  libera substâncias químicas cerebrais que são calmantes. Além disso, sintoniza os genes dos filhotes para se acalmarem em situações de estresse quando na fase adulta. Fato é que, o afeto, o carinho, o acolhimento, a ternura, a delicadeza,  a gentileza, ativam substâncias cerebrais calmantes que ajudam as pessoas a lidarem de forma mais salutar com situações estressantes do cotidiano. Mães carinhosas, que acolhem seus bebês bondosamente favorecem o crescimento e o desenvolvimento afetivo e cognitivo de seus filhos. Ser gentil e afetuoso faz bem para todos, para quem oferece afeto e para quem recebe o afeto. O contato físico amoroso e a conexão humana, ajudam as crianças a crescerem com mais saúde.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *