NOSSOS SENTIMENTOS ESTÃO CONOSCO

“Nossos sentimentos estão sempre conosco, mas muito raramente estamos com eles”. Com esta afirmação Daniel Goleman, autor do livro Inteligência Emocional, em referência à altíssima velocidade da vida moderna, nos adverte da ausência de contato e reconhecimento das nossas emoções. Somos verdadeiros analfabetos emocionais, pois não conseguimos ler, perceber, distinguir, nossos sentimentos e como eles progridem nas emoções e suas respostas somáticas em nossos gestos e expressões musculares. Pensamento, emoção e forma; corpo, músculo, metabolismo e pulso cardíaco e respiratório, não funcionam isoladamente em nosso organismo vivo. Devido à nossa pouca intimidade com o funcionamento do nosso corpo, não conseguimos captar que os nossos pensamentos afetam nossas emoções através do nosso sistema límbico, que por sua vez está conectado ao nosso tronco cerebral e sistema cortical, com toda a cadeia muscularizada e neuronal, emitindo respostas motoras e metabólicas, afetando nosso sistema orgânico. Pelo distanciamento que temos da nossa corporeidade, não somos capazes de reconhecer, diferenciando nossas emoções e como elas afetam nosso sistema motor e locomotor. Geralmente só percebemos nossas emoções quando elas crescem e transbordam, quando elas se intensificam comprometendo nossas respostas relacionais e somáticas. Entretanto, se depositarmos um pouco da nossa atenção, teremos a oportunidade de senti-las em níveis mais sutis, muito antes delas aflorarem  e se intensificarem. A boa notícia é que, temos a total possibilidade de reconhecer nossos sentimentos, nossas emoções, a qualidade dos nossos pensamentos, escolhendo pensamentos mais edificantes e se desfazendo de pensamentos corrosivos, ao mesmo tempo percebendo nossa muscularidade e nossas respostas metabólicas. Então, a pergunta: COMO? Educando nossa mente e nosso corpo. A educação somática tem sido um caminho salutar para uma vida salutar, ou seja, uma vida de realização conectada à nossa potencialidade.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *