NÃO SER COMO O RESTO DO BANDO

Por que você não faz como o resto do bando? Esta foi a pergunta que a mãe de Fernão Capelo Gaivota fez a seu filho, nos ensinamento do mergulho em busca de alimento. Por que algumas pessoas não fazem como o resto do bando? O efeito manada é bastante conhecido, o ir no embalo, ir com a multidão mesmo sem saber para onde vai a multidão. Saber para onde ir, decidir e escolher demanda reflexão.Ter consciência das consequências de uma escolha, é fruto de maturidade, de presença. A impulsividade do automatismo, no geral, conduz as pessoas pela via repetitiva. O condicionamento desconectado com a consciência, abstrai o poder decisório, a capacidade que todo ser humano tem em sua liberdade de fazer escolhas criativas. Escolhas comprometidas com o bem comum, com a verdade, demandam reflexão, pausa,requer um olhar em perspectiva, que permita ver e distinguir o falso do verdadeiro, o habitual do natural. Todos podem ir por um certo caminho de forma habitual, mas, nem sempre este é o caminho natural. A verdadeira natureza humana é o compromisso com a verdade, é ela e somente ela, a força que garante e preserva a vitalidade da vida. Quando se desconecta com a força vital, perde-se potência, perde-se a alegria de viver. Saber escolher e decidir compreendendo o todo, que somos participantes da obra divina, que somos processo, dentro de um macro processo, é se comprometer com a verdade, com a verdadeira natureza do viver. Estar em sintonia com a vida tal como ela é, é ter a coragem de escolher livremente e optar por não ser como o resto do bando.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *