MUDANÇA SE FAZ COM AFETO

Embora que as mudanças ocorram em alta velocidade em todos os campos do conhecimento, da tecnociência, da comunicação, ainda temos diante de nós humanos um grande desafio: mudar comportamento. Mudar hábitos alimentares, hábitos sedentários, evidenciam o quanto somos resistentes às mudanças pessoais, mesmo que seja por questões de saúde. Quando a mudança tangencia as atitudes mentais, os desafios ainda são muito maiores.Os padrões mentais parecem que estão de tal forma enraizados e impregnados nas formas de pensar, sentir e responder ao mundo, que a resistência para uma mudança é imensa, mesmo que estes padrões sejam  causadores de sofrimento para a pessoa e para o seu entorno. São formas rígidas de auto convencimento que se tornam grande obstáculo nas relações de convivência. São fontes permanentes de hostilidade e violência. Então como mudar? O único caminho para mudarmos uma mente rígida, convencida de sua “verdade”, é pela via da compreensão afetiva, pela via de uma estima respeitosa, porém, jamais pela via do enfrentamento, da raiva ou do ódio. Longe de uma submissão, o fundamental na convivência é assumir uma atitude de coragem, geradora de confiança diante de posturas mentais prepotentes. Cultivar o afeto, é um exercício permanente e uma fonte inesgotável de amorosidade.

Abraços    ****

Vivi

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *