LEIS IMUTÁVEIS DO VIVER

A vida se constitui de leis. Mas não estou me referindo aqui aos códigos que regem as legislações mundiais, nem aos códigos tácitos de grupos e relações. Nem tão pouco às leis da física e da orgânica. Me refiro sim, à leis existenciais que só a maturidade do viver nos permite compreender e talvez incorporar. A lei da causa e do efeito. Toda causa gera um efeito, que tem consequências que causam efeitos, é a lei da causalidade. A lei da reciprocidade, afinal nenhuma relação se faz isolada, não há relação de mão única. A lei da interdependência evidencia que não há existência isolada de outra existência, somos dependentes e independentes ao mesmo tempo. O existir depende de outro existir, eles se inter-relacionam. Há uma outra lei, é ela a impermanência. Nada no universo vivo da vida é fixo, não temos controle sobre esta dinâmica. Tudo se modifica, por causalidades talvez mais evidentes, ou por acasos coincidentes. Fato é que, a lei da impermanência está na vida e para reconhecê-la, aceitá-la e compreendê-la, há que estar na disposição da vontade sábia e ao mesmo tempo atento a esta percepção tão refinada do viver. Respeitar estas leis, educar-se para estar alinhado aos  ensinamentos que elas nos oferecem e se manejar com elas, vem a ser um profundo ato de discernimento, maturidade e inteligência. O respeito permanente a estas leis, pode diminuir ou até evitar inúmeros sofrimentos no viver existencial. Aqui se aloja a felicidade genuína.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *