HOMEM OU SUPER-HOMEM

Homem ou Super-Homem, lucidez ou ilusão, “tensões” que evidenciam a relação da pessoa humana com a verdade. O Humano ainda não consegue distinguir para escolher frente à instabilidade dos valores eternos, onde está o seu lugar de sujeito responsável no mundo e onde fica a sua capacidade de transcendência. Será que lhe falta coragem? A coragem socrática de perguntar e tornar a perguntar, quando o desconforto interior da razão não consegue responder ou apontar direções confiáveis. Desorientado o humano se fragiliza e é capturado por fórmulas mágicas, imediatistas, rasas, medíocres, das mídias que atendem ao capitalismo onde os valores eternos e universais perdem lugar para o valor do peso do ouro material. Um lugar onde se quer o mais fácil e o mais instantâneo, onde não há porque considerar as consequências, afinal se não der certo, descarta-se e um novo produto já está à disposição para ser imediatamente consumido. Super-Homem em ação, rápido e eficiente, a serviço do desejo. Qual é a preferência, a ilusão da falsidade mentirosa ou a lucidez que vai em direção ao verdadeiro, sincero e sensato? Talvez, coragem seja a palavra e ser digno para escolher, ser corajoso na liberdade responsável e ética, seja o verbo.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *