ESTABILIDADE EMOCIONAL

A ilusão de que tudo é permanente tem sido uma fonte de sofrimento. O estado de felicidade prescinde a compreensão da impermanência. A imortalidade é uma ilusão,  geradora de aflições mentais e desequilíbrio emocional. Uma consciência que aprendeu a compreender que o descontentamento como a insatisfatoriedade nos afastam da vontade de ser feliz, nos afastam de um estado genuíno de felicidade, tem em si a disponibilidade para cultivar um estado emocional mais equilibrado. Os sentimentos resultam de causas e condições para se manifestarem e estão em constante mudança. Acreditar na fixidez dos sentimentos é alimentar uma grande ilusão. A estabilidade emocional é fruto de uma consciência que reconhece a mutabilidade como natural e legítima do viver.  Cultivar as qualidades virtuosas como a bondade e a compreensão amorosa, favorece estados emocionais mais estáveis. A estabilidade emocional não significa a permanência emocional, isto é ilusório. A estabilidade emocional de uma consciência, reconhece que as aflições mentais dependem de causas e condições para se manifestarem e quando estes fatores são reconhecidos como impermanentes, é possível escolher nutrir os estados mentais mais satisfatórios. A felicidade genuína reconhece as ilusões e pela atenção plena, pode escolher deixar de nutrir a ignorância geradora de infelicidade. A natureza intrínseca do humano é uma consciência de contentamento e plenitude do ser, e a sabedoria é a realização desta natureza, que todas as pessoas buscam em suas vidas e que todas as tradições espirituais se referenciaram.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *