ESPAÇO INTERIOR

” Em xícara cheia não cabe mais chá” . É o vazio que permite o novo e o criativo. Os automatismos do piloto automático obstruem os espaços para a compreensão, para a ampliação da percepção, para a renovação. Pausar, silenciar, desacelerar, lentificar, são atitudes de uma consciência que viabilizam estados mentais criadores do espaço interior. As rotinas condicionantes e aceleradas do cotidiano, tendem a encher de ansiedade, aceleração, desejos e apegos o coração e a mente, roubando a atenção e a presença.  Se não aprendermos a criar espaços de pausa nas atividades do dia a dia, estaremos sempre transbordando em pensamentos, emoções, ansiedades e irritações desnecessárias. Criar espaço interior, é fundamental para viabilizar o livre fluxo da criatividade. Repetir ou criar, agenda cheia ou vida plena, sempre será uma opção pessoal e um exercício pessoal permanente. São as pequenas pausas que fazem a diferença. São elas que permitem uma presença qualificada, uma atenção focada, uma mente criativa e uma coração solidário. O espaço interior é pleno de potencial mas, para acessá-lo é preciso pausar e silenciar com consciência.

Abraços  ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *