ENTRE O MEDO E A COVARDIA

O medo de certa forma é um sentido que tem a sua utilidade quando se tem consciência deste sentimento e existe uma ação para seguir no momento oportuno. A covardia é um sentimento completamente inútil. A covardia é destruidora de quem sente, o covarde, e daquele que propaga a falsidade para se proteger do mundo. O covarde é fraco. O covarde está aprisionado em seu ego e de lá ele não sai. O covarde projeta no outro os seus rancores, o seu fracasso, a sua preguiça. O medo é um sentimento que pode levar à uma pausa para compreender e seguir mais fortalecido na ação. A covardia só destrói achando que está controlando. Quanta potência vital sendo desperdiçada!!!

Abraços   ****

Vivi

Deixe um comentário