… E AS PANTERAS ?

Estamos em tempos de mudança de paradigma.Os movimentos sociais em todo o mundo, na arte, na dança, na fotografia, na cosmética, na música, nas linguagens, nos corpos, nas tatuagens, nos modos de ser e de relacionar, evidenciam claramente a grande mudança que está em curso no contemporâneo. A moda não poderia se ausentar desta efervescência. Ela também mostra pela “exacerbação de corpo animal, na teatralidade urbana, a síntese de uma beleza em que a vida e a morte misturadas, ressaltam a consciência aguda da fugacidade do Tempo” Michel Maffesoli. Um típico exemplo de sucesso é a imagem nos tecidos que imitam a pele de pantera. Imagens que imitam a pele manchada das panteras, mostrando as misturas de um mundo em plena mutação. Mix, um misto de vida e de morte a ser evidenciado. Um mundo de irregularidades, de pluralidade, de muitas identidades, onde tudo cabe, em contraponto com os controles, as domesticações, os modelos idealizados de relações, de produtividade para o um progresso. Onde estamos? Como pensar este mundo “novo” que pede passagem?

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *