DOCILIDADE OU HOSTILIDADE : UMA ESCOLHA

Quem não gosta de receber gentileza? Ser cordial e gentil faz bem à saúde? Quem não gosta de receber carinho? Ser carinhoso faz bem? Docilidade e hostilidade, são sentimentos que fazem parte de um cardápio variado de expressões do ser humano em suas relações. Sabemos, por experiência que a hostilidade causa malefícios a quem recebe, mas muito mais sofrimento a quem se mantém hostil e se nutre da hostilidade. A rispidez, a ironia, o ceticismo, junto com a irritabilidade, podem se tornar agressividade corroendo com toxidez nossas relações. Muitas pessoas conservam estes sentimentos como um padrão de comportamento, proveniente de medos e inseguranças que marcaram toda uma existência. Ambientes que conservam formas hostis de relacionamentos, perpetuam formas existenciais que se tornam padronagens,  que marcam uma certa forma de existir e se relacionar. São estas as formas que perpetuam os círculos da violência, imperceptíveis, mas altamente patológicos. Sabemos perfeitamente que, estes padrões de comportamento são altamente explorados pela mídia capitalista a serviço do mercado, onde o valor maior é o lucro. Lucro para a indústria farmacêutica, para o consumo desmedido, para a indústria de armamentos e de segurança, pois quanto mais violência maior a lucratividade nos negócios, embora que pouco se fale a esse respeito. No entanto, ser gentil, cordial, amistoso, dócil, é muito mais saudável tanto para quem oferece a sua gentileza, quanto para quem recebe a gentileza. Nossa fisiologia prefere a docilidade, ela nos dá prazer. O organismo humano responde com saúde quando é nutrido por um cardápio de sentimentos amorosos. Acontece que a escolha é pessoal. Com medo, respondemos com hostilidade. Seguros, potentes, autoconfiantes, somos amistosos, afetuosos. A docilidade é muito mais sadia para o indivíduo, como também para o seu meio. Conviver na cordialidade nos permite sermos criativos, inventivos e a cognição flui com mais intensidade. Quem sabe muitos problemas de aprendizagem, atenção seja por déficit ou por hiperatividade, memória, disciplina, sejam simplesmente pelo déficit de docilidade nos ambientes de nossa convivência. Pense nisso, e seja gentil, é mais saudável!

Abraços    ****

Vivi

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *