DO PESSOAL PARA O SOCIAL

Muitas vezes quando se olha para os problemas do mundo, tem-se a impressão que precisamos encontrar uma solução social, uma “única” solução com uma única ferramenta, que tudo se resolverá. Esta é uma verdadeira falácia. Este é um dos grandes equívocos de uma certa forma de pensar. Para questões complexas, precisamos de ferramentas que tenham a abrangência da complexidade. Se queremos construir um mundo mais harmonioso, menos corrupto, mais cordial e mais justo, precisamos pensar em transformar as pessoas. Tudo começa com o indivíduo e depois se expande para a sociedade. Se quero mudar o coletivo, preciso pensar em mudar o indivíduo. O seres humanos dentro de sua complexidade, da abrangência que é ser um ser humano, integrado a todo um conjunto de sistemas, com todas as interdependências, requer ações transformativas com vistas à sua integralidade: histórias pessoais, memórias, modos culturais e tantos outros aspectos. Qualquer processo transformativo social começa no pessoal. Do pessoal se ampliando para os pequenos grupos de convivência, para a comunidade, numa espiral ascendente. ” A criação de uma sociedade mais pacífica e feliz passa necessariamente pelo nível da pessoa e daí expande-se para a família, a vizinhança, a comunidade e assim por diante.” S.S.Dalai Lama  Então se almejo um mundo mais cordial e gentil, devo começar exercitando na minha vida cotidiana a cordialidade e a gentileza.

Abraços   ***

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *