DESEJOS : REALIZAR OU NÃO REALIZAR

O pensador George Bernard Shaw afirmava que ” Há duas grandes tragédias na vida. Uma é não realizar o desejo do nosso coração, a outra é realizá-lo.”  O desejo é uma emoção que nos mobiliza intensamente, a ponto de, quando somos capturados por ele, ou estarmos desejando ter algo ou, estarmos desejando nos livrar de algo. Nesta segunda alternativa, temos que enfrentar as aversões causadas pelo medo de perder o algo desejado, pela ameaça de uma perda ou uma possível perda. Ocorre que, nem sempre o tal algo a perder está no plano da factualidade, no mais das vezes está no plano das criações mentais, que aprisionados pelos padrões mentais, passamos a acreditar em algo que é apenas uma criação da nossa mente, apenas mais uma fantasia falaciosa. O desejo tem a força mobilizadora da emoção, para realizar ou não realizar. Distinguir, discernir o que é uma real necessidade, do que é apenas um desejo egoísta movido pelos caprichos e vaidades, requer atenção, requer autodeterminação. “A compreensão dos nossos desejos é o segredo da felicidade.” Ron Leifer

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *