DESCULPAS ESCAPISTAS

 Se dormimos 8hs por dia, se trabalhamos 8hs por dia, ainda sobram 8hs. Dedicando-se à diversão, à higiene, às tarefas cotidianas, será que não teríamos uns vinte minutos para silenciar e pausar? Acho difícil acreditar que não sejam apenas desculpas vazias para escaparmos de um encontro verdadeiro com a pessoa que somos. Se pudermos ampliar um pouco o nosso olhar para querer compreender com boa vontade, poderíamos perceber a riqueza do silêncio pessoal. Um valor insubstituível em que nada pode valer mais que o encontro pessoal com a nossa consciência, com a nossa verdadeira essência.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *