DESAFIO DO FOCO ATENCIONAL

Parece simultaneamente possível, sustentar a mente atenta em vários objetos ou linhas de pensamento. Um dos desafios são os distratores emocionais e sensoriais. O maior desafio se aloja no tumulto emocional das nossas vidas. São incontáveis pensamentos que entram sem pedir licença, muitos vezes bem argumentados em suas justificativas, mas que, geram emoções e impedem a reflexão. Fica-se tangenciando entre as ruminações infrutíferas e  reflexão produtiva. Quanto mais o foco atencional é interrompido pelas sensações e pensamentos que geram um “mix” de emoções, mais difícil é a posse da mente, para uma auto-governabilidade. A capacidade de manter o foco da atenção em “algo” e ignorar todo o resto, opera na região pré-frontal do cérebro. São circuitos especializados desta área que aumentam a força dos sinais naquilo que queremos nos concentrar e diminui a força do que escolhemos ignorar. Aprender a lidar com as emoções, também faz parte da aprendizagem de treinar a atenção. Reconhecer as emoções que advém dos pensamentos, é fundamental para uma atenção focada.Ter a percepção clara quando um pensamento adentra no campo da mente e com ele a emoção, num determinado momento e ambiente, é decisivo para uma pessoa presente no seu estar “aqui e agora”, para decidir se vai alimentar tal pensamento e com ele a emoção subjacente ou simplesmente, escolher silenciar, pois tal pensamento não lhe trará nada de frutífero naquela presença de seu viver.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *