DEIXAR SÓ SER

Quando idealizamos algo, criamos expectativas que de maneira  geral nos trazem decepções e frustrações simplesmente porque são apenas idealizações, que não condizem com a realidade.  As ideias portadoras de ideologias que no mais das vezes nem sabemos de onde emergem, criam no cenário mental uma sequência de pensamentos que se desencadeiam aleatoriamente causando insatisfação e desassossego. A ideologia do crescimento sem limite por exemplo, nos leva a acreditar que até no âmbito da espiritualidade cabe a contabilização. Impossível! O nosso interior, a nossa interioridade deve ser preservada portanto, toda atenção é necessária. É no espaço da liberdade que o mais profundo nosso ser pode “ser” essencialmente a sua sacralidade, no seu tempo e no seu ritmo. Deixar só ser! Deixar-se apenas “ser”, soltando-se das ilusões e idealizações que nos afastam da nossa maior dádiva: SER a nossa verdadeira essência divina!

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *