DA LINHA À REDE

O pensamento da lógica linear, do raciocínio binário, também chamado como pensamento cartesiano, moldou a maneira de raciocinar por muitas gerações. A questão não é desconsiderar a razão e a racionalidade, muito pelo contrário, mas, igualmente considerar outras possibilidades do possível. A fixidez na lógica, corre o risco da exclusão uma vez que, tudo que não estiver dentro dos parâmetros matemáticos deixa de ser considerado. Aqui estamos diante de uma educação mercantilista de produção, uma medicina medicalizante, inclusive de uma consciência para a mercantilização! O raciocínio lógico é necessário em algumas instâncias mas, não é possível generalizar ou  querer enquadrar a vida numa lógica matemática. A lógica isolada do contexto se torna excludente. Para compreender a realidade, os acontecimentos da vida e do viver, os fatos do vivido no mundo do vivo, é necessário e urgente ampliar a visão e considerar os contextos, as ecologias, as interconexões, as relações que se estabelecem entre os elementos que compõe um todo sistêmico. Sabemos contar mas, não sabemos conviver. Temos teses defendidas que se constroem para provar  e comprovar mas, não sabemos nos relacionar consigo próprio, com o outro, com o mundo, com a natureza, com as diferenças e as pluralidades. Podemos ter uma bateria de exames laboratoriais com números estatísticos e probabilidades, mas não nos conhecemos, somos desconhecidos de nós mesmos , um estranho em nossa própria pele, em nosso corpo, em nossa casa. Ampliar a visão de si e do mundo tem sido uma tarefa das mais urgentes. Aprender a contextualizar para incluir, considerar as relações e as interconexões e interdependências, reconhecer o valor das ecologias, é sair de uma linha e incluir a rede. Pensar em rede é considerar as conexões, os afetos, as curvas, as moldagens, as cores de que se mesclam e criam novos tons. Pensar só em linha reta e contábil é desconsiderar a arte de viver e conviver.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *