CUMPLICIDADES …

Há cumplicidades que nos enganam! Quando escolhemos caminhos que desrespeitam a vida de outrem e a nossa própria vida, por conveniência pessoal, somos cúmplices de nós mesmos no “mal feito”. A desatenção, a falta de discernimento, o abandono de si, são armadilhas enganosas que capturam a percepção e nos fazem cúmplices de nós mesmos. Ter a coragem e a humildade para reconhecer as conveniências da preguiça mental e dos favoritismos, é fruto de um esforço consciente e vigilante.

Abraços   ****

Vivi