CULTURA VERDADE E DIGNIDADE

Só podemos ser verdadeiros com o outro, se formos verdadeiros conosco mesmo. Ser verdadeiro deveria ser a medida de todas as coisas em nossa vida. É através da verdade que poderemos viver a nossa liberdade, pois ela e só ela, nos confere dignidade. Não pode haver liberdade sem dignidade. A verdade nos diz o que fazer e como agir e, portanto, nos torna livres. Estamos num mundo em constante mutação. A modernidade líquida exige novas formas de expressão, exige renovação constante. O novo parece ser sempre o melhor. Esta forma também exige novas expressões da verdade que estão inseridas na cultura, que se torna refém deste novo que não cessa. Porém, destruir a cultura é o mesmo que destruir a verdade. Destruir a cultura é destruir referências, histórias, direções, vínculos. Ficamos desorientados. Ao destruirmos a cultura, destruímos a verdade, a capacidade de sermos verdadeiros. Quando a cultura perde valor e passa a ser destruída, subtraí-se da pessoa humana a sua dignidade.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *