CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Algo ou alguma coisa só é um valor para uma pessoa, se para ela este valor for valioso segundo os seus critérios de avaliação, que atribuem importância a este algo.Quando se trata de valores, fica evidente que a responsabilidade é absolutamente pessoal, pois é a pessoa que irá determinar os seus critérios valorativos, os critérios referenciais que atribuirão compromisso ou não para algo. É a pessoa que irá examinar ganhos e perdas, examinar as consequências do praticar um determinado valor em sua vida e isto requer um entendimento mais refinado do propósito da vida e do viver. Sob uma determinada ótica, nem sempre o que é considerado um ganho é realmente um ganho. Em determinadas situações, fazer concessões deixa de ser favorável e passa a ser completamente inadequado. Sabemos perfeitamente que interesses até podem ser negociados , mas, as necessidades básicas do ser humano e da vida humana, são inegociáveis. Dignidade e respeito não podem ser negligenciadas, portanto, é um valor onde não cabe negociações. Quando não temos clareza mental, o conflito se instala em nossa mente. Os valores universais existem para serem vividos na prática diária , quer estejamos com outras pessoas, em grupo ou nos momentos de isolamento, em nosso silêncio interior. Abrir mão destes valores pela negação da compreensão real, pode custar a nossa felicidade. Para obtermos a paz interior e a felicidade genuína, precisamos querer realizar o encontro pessoal para resolver os conflitos em nossa mente, reconhecendo o verdadeiro propósito de nossa existência.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *