CORPO E HISTÓRIA

 

A nossa história pessoal está registrada em nosso corpo e cada expressão gestual é uma via reveladora de quem sou. As formas somáticas são  selecionadas ao longo de uma vida como necessidade adaptativa. A experiência viva nos diferentes acontecimentos e encontros podem, ao longo do tempo se constituírem em padrões que se instalam somaticamente na medida em que são repetidos continuamente. É a partir da consciência do COMO eu faço o que faço, desde a expressão de um simples gesto como sentar, levantar, deitar, caminhar, levar um copo à boca, dirigir, escrever, ficar em pé, como sendo formas que se muscularizaram, evidenciando escolhas somáticas adquiridas ao longo de uma vida. A nossa  história pessoal é uma organização somática. Se não a compreendemos sob este olhar, continuaremos a repeti-la ou seja, repetir os padrões instalados que muitas vezes podem ser desagregadores, causando disfuncionalidade orgânica e psíquica. Portanto, compreender COMO estes padrões se instalam e COMO dissolve-los, organizando formas somáticas mais agregadoras, talvez seja um caminho salutar para a vida do vivo. Um caminho ético de respeito e dignidade para com a história pessoal e toda a história humana.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *