CONTENTAMENTO OU COMPLACÊNCIA

O sentimento de plenitude advindo do reconhecimento interior de valorização e respeito pela vida, pelo outro e por si mesmo, são as vias para a experiência do contentamento. Contentar-se com a existência, é uma experiência de gratitude, fruto de um propósito no viver cotidiano. É uma conquista diária a partir de um olhar que se alegra com as pequenas manifestações e pode ver e ouvir e sentir a magnitude do mistério da existência. Quando o abando de si mesmo se aproxima traz com ele a complacência, que se manifesta através da dúvida perversa que nega por negar qualquer coisa e de qualquer jeito. A complacência vem junto com a preguiça, com o desânimo pessimista que insiste em sabotar a inteligência para justificar a indiferença. O sentimento do contentamento é encorajador. O contentamento aciona a vontade de seguir com dignidade e clareza de propósitos. É uma experiência interior que mobiliza para uma ação criativa e renovadora. A complacência do conformismo, consome a vitalidade através das máscaras que escondem o medo.

Abraços ****
Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *